10 sintomas de esgotamento emocional

CONHEÇA OS SINAIS 
  • Sono não é reparador 
Mesmo que durma uma noite inteira, você acorda cansado e continua assim pelo resto dia, precisando de boas doses de cafeína para realizar suas tarefas diárias. 
  • Queda de rendimento no trabalho
Você já não tem feito seu trabalho da melhor maneira possível, muitas vezes realizando tarefas no piloto automático. E você sabe que pode ser um profissional muito melhor, mas não há animo nem disposição para você dar o melhor de si.

  • Memória fraca
Antes você costumada lembrar de tudo, e isso até mesmo se inclui na parte do "rendimento no trabalho". Agora você tem precisado de uma agenda e de lembretes no celular para poder concluir tarefas e não deixar passar datas e compromissos importantes.
  • Sair de casa para ir em festas ou simplesmente para ficar com os amigos já não lhe da muito entusiasmo
Antes você sempre era um dos primeiros a se animar para sair para uma festa, ou simplesmente ver seus amigos. Agora qualquer coisa é motivo para ficar de pijama em casa, assistindo televisão e enchendo o estômago de comidas. 


  • Surgem azias, dores no estômago e o seu intestino parando de funcionar como deveria
Nossas emoções levam sérias consequências ao nosso organismo e o intestino é um dos primeiros a apontar que algo não está indo bem. Pessoas esgotadas emocionalmente sempre sofrem com algum tipo de problema no aparelho digestivo. Você marca consulta com o gastro, toma os remédios e muda a dieta, como o médico sugere. Mas o problema insiste em voltar e você não entende o porquê.
  • Dores de cabeça


Marcando presença toda semana ou, no mínimo, três vezes ao mês. É assim que a dor de cabeça nos informa que as coisas estão indo de mal a pior. Por não ser insuportável, você toma analgésicos e fica melhor. Às vezes até consulta um médico, mas exames podem costumar não solucionar o problema nestes casos. Seu psicológico e cansaço emocional são as razões certas desses sintomas.
  • Vontade de chorar sem explicação aparente
Sua sensibilidade está muito maior e coisas pequenas como perder o ônibus e chegar atrasado a um compromisso ou uma despesa inesperada que irá te deixar mais apertado financeiramente durante o mês já são suficientes para um choro compulsivo e reclamações exageradas. Depois do desabafo você melhora e segue o resto do dia quieto até a hora de dormir. No outro dia você sente vergonha por ter sido tão sensível e procura seguir como se nada tivesse acontecido.
  • Engolir sapos para evitar discussões 
Pra você certas pessoas são do jeito que são e não vão mudar. Elas te irritam, tratam mal, mas você prefere não confrontar porque seria perda de tempo, principalmente no trabalho. É uma boa linha de raciocínio, desde que não te afete emocionalmente. É preciso impor limites ás vezes, mesmo que seja educadamente. Se for possível cortar da sua vida para ter paz e saúde, não pense duas vezes. Da mesma forma que ninguém está disposto a ficar doente por você, você também não pode tolerar comportamentos abusivos para não causar atritos. Liberte-se!
  • Pensamentos negativos mais frequentes
No geral você é uma pessoa otimista, compartilha mensagens bonitas de motivação em redes sociais, mas ás vezes lá no fundo você sente vontade de explodir, não faz orações ou frequenta sua religião com o mesmo entusiasmo e para de buscar novas soluções para os problemas, pois acredita que as coisas podem piorar se você tentar algo novo. Sente mais o lado negativo, e se existe uma chance das coisas darem errado elas agora recebem mais atenção da sua parte, pois você está cansado de se machucar e esperar demais de tudo e de todos.
  • Dificuldade para ler e assimilar novos conteúdos
Ler um livro e conseguir prestar atenção ficou mais difícil. No meio da página você começa a pensar em outras coisas e quando volta para a realidade se dá conta que esqueceu o que acabou de ler e volta para a página anterior. Aprender algo novo está mais complicado, sua paciência em aulas e palestras já não é a mesma de antes. Não vê a hora de ir embora fazer outras coisas, pois prestar atenção está difícil.
  • Vontade de chorar sem explicação aparente
Sua sensibilidade está muito maior e coisas pequenas como perder o ônibus e chegar atrasado a um compromisso ou uma despesa inesperada que irá te deixar mais apertado financeiramente durante o mês já são suficientes para um choro compulsivo e reclamações exageradas. Depois do desabafo você melhora e segue o resto do dia quieto até a hora de dormir. No outro dia você sente vergonha por ter sido tão sensível e procura seguir como se nada tivesse acontecido.

Se você tem esses sintomas é muito importante que você cuide, primeiramente, de si mesmo. Consultas médicas serão quase inúteis se a base emocional do seu corpo não estiver funcionando. Procure atividades que propõem um relaxamento, que fazem você aumentar sua auto-estima e gostar mais de si. 




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.