Atenção pais: troquem algumas frases na hora de falar com as crianças!


Crianças são birrentas, seja sempre ou em alguns momentos. Inevitavelmente, alguma hora você vai se estressar com seu filho, sobrinho, ou qualquer menor que esteja aos seus cuidados por motivos pequenos, insignificantes, que transformam pequenas coisas em grande nervosismo. O que muitos não se lembram é que esses pequenos se baseiam nas nossas emoções na hora de criar as suas próprias, de maneira que usam como exemplo a nossa reação sobre as coisas. Experimente trocar algumas frases ou palavras por outras, e você verá uma mudança significativamente de comportamento, obtendo uma maior compreensão e obediência de seu filho. Confira quais frases são essas!


FRASES QUE VOCÊ DEVE MUDAR AO SE DIRIGIR À UMA CRIANÇA


1. Em vez de: Pare de atirar as coisas! Tente: Quando você joga seus brinquedos, acho que é porque não gosta de brincar com eles. É isso?
Essa técnica de interlocução foi pensada para ajudar a comunicar sentimentos sem confronto. Não apenas isso deixa as linhas de comunicação abertas como te ajudam a modelar a mesma situação na sua perspectiva, o que permite à criança repensar aquilo na sua própria perspectiva.

2. Em vez de: Isso não é coisa de menino grande! Tente: Mesmo meninos grandes e até gente grande sente essas coisas. Tá tudo bem, vai passar.   Sejamos honestos: quando mais velho seu filho fica, maiores são os problemas que enfrenta e maiores são os sentimentos que tem. Dizer a eles que meninos grandes não têm raiva, frustração ou ansiedade simplesmente não é verdade. Também encoraja a criança a evitar esse tipo de emoções e não permite que ela processe aquilo de uma forma saudável.

3. Em vez de: Nem pense em bater! Tente: Tudo bem sentir raiva, mas não vou deixar que você bata. Precisamos que todo mundo esteja seguro.Isso passa a mensagem de que a emoção é normal, mas que a ação, não. Separar as duas coisas vai ajudar seu filho a aprender a fazer o mesmo.

4. Em vez de: Tá difícil você, hein? Tente: Difícil essa, hein? Vamos descobrir juntos como resolver. Quando uma criança está com uma dificuldade, é importante entender por quê. Essa frase reforça a ideia de que vocês estão no mesmo time e que têm o mesmo objetivo.


5. Em vez de: Chega, você vai ficar de castigo! Tente: Vamos para o nosso lugar de ficar calmo. Isso inverte a coisa de “ficar de fora” e sugere que se “fique dentro”, permitindo uma reconexão ao invés do isolamento.

6. Em vez de: Escove os seus dentes agora! Tente: Quer escovar os seus dentes ou do seu bichinho de pelúcia antes? Crianças usam birras como forma de controlar seu ambiente. Dessa forma, você está oferecendo uma escolha e, por sua vez, algum tipo de controle.


7. Em vez de: Coma tudo ou vai para a cama com fome! Tente: Como podemos deixar essa comida mais gostosa? Isso coloca sobre a sua criança a responsabilidade de encontrar uma solução.

8. Em vez de: Seu quarto está um nojo! Você está de castigo até que ele fique limpo. Tente: Que tal começar a arrumar por esse cantinho aqui? Eu te dou uma mão.  Em vez de dar foco na imensa tarefa de limpar uma baita bagunça, mude-o para simplesmente começar. Começar uma tarefa indesejada pode dar ímpeto e impulso para continuar.


9. Em vez de: Nós. Estamos. SAINDO! Tente: O que você precisa para estar pronto para sair?  Permita que as crianças entendam os processos de transição em suas vidas. Isso ajuda a evitar a luta pelo poder e dá um sinal nas mentes das crianças de que uma transição está acontecendo, de uma atividade para outra. É uma ótima brincadeira para quando vocês não estão indo a lugar algum.

10. Em vez de: Para de choramingar Tente: Que tal falar isso com a sua voz normal? Às vezes as crianças choramingam sem nem perceber. Ao pedir que elas falem de novo em um tom normal, você ensina elas que a forma como se diz as coisas é importante.

Agora você já sabe quais são algumas das frases que pode mudar o comportamento não somente da criança, como o seu também (que é um exemplo para o pequenino). Não esqueça de sempre tentar mostrar o melhor de si para seu filho, ou qualquer criança que esteja sob sua responsabilidade. Outras sugestões sobre pontos que devemos melhorar com nossas crianças serão postadas com frequência no nosso blog. Aproveite e compartilhe!



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.