Conheça 22 plantas para você cultivar em seu apartamento

Morar em um apartamento não precisa ser sinônimo de abrir mão de jardinagem. O espaço pode ser um limitador para algumas espécies de plantas, mas nem por isso seu apartamento deve ficar sem a vida que elas trazem ao ambiente. Separamos para você 22 espécies que não ocupam muito espaço e 
nem dão muito trabalho em seu cultivo.

Confira nossa seleção:
Lança de São Jorge
Com sua folhas verticais e em formato cilíndrico, a Lança de São Jorge é ideal para cômodos internos e para decorar os cantos dos ambientes. Pode ser plantada em vasos ou mesmo em jardins de pedra, devido à resistência. Sua irrigação deve acontecer uma vez a cada duas semanas, sem jogar água diretamente sobre as folhas.
Rosa de Pedra
Também conhecida como Echeveria, de seu nome científico, essa planta se assemelha muito ao formato de uma flor. Assim como a Lança de São Jorge, regue a cada duas semanas, sem direcionar a água para as folhas. Essa espécie não necessita muito de sol.
Mini Cacto
Diferente de outras plantas de sua família, o mini cacto não precisa de muito sol ou água. Lembre-se sempre de checar a terra. Se ela estiver seca, deve ser regada para umedecê-la, o que geralmente pode acontecer uma vez por semana. Cuidado também com os espinhos da planta, eles podem machucar e são chatos de retirar da pele.

Palmeira-ráfia
Originária da china, essa planta possui caules finos e longos, lembrando um pouco o bambu. De crescimento lento, a palmeira-ráfia leva uma inspiração tropical e oriental para a decoração do local e fica ótima em salas de estar. Ela deve ser cultivada à meia-sombra e regada semanalmente.
Violeta
Comumente plantada em pequenos vasos, a violeta precisa de água três ou duas vezes por semana. Deve ser exposta indiretamente ao sol e sua variedade de cores enfeita diversos ambientes, desde mesas a parapeitos de janelas.
Begônia
Ideal para ser plantada em vasos, a begônia é uma planta muito colorida que leva vida à decoração. Exige pouca luminosidade e, como a violeta, deve ser regada duas ou três vezes por semana, depende do estado de umidade que a terra apresentar.
Pau d’água
Sem precisar ficar exposta diretamente ao sol, a Pau D’Água carrega rusticidade para o ambiente em que está inserida. Ela também pede uma irrigação mais regular, de duas/três vezes por semana. Pulverizar as folhas com água garante um crescimento mais saudável.
Zamioculca
Essa planta é resistente e continua bonita mesmo quando você esquece de cuidar dela. O ideal é que você regue uma vez por semana e fique atento ao sol, que não faz bem para o seu crescimento. O sol direto não faz bem para seu crescimento, então recomenda-se colocá-la à meio-sombra ou em ambientes sem luz. Importante: todas as partes da planta são venenosas se ingeridas, uma opção pouco amigável se você mora com crianças ou animais de estimação.
Camedórea-elegante
Essa espécie de palmeira não passa de dois metros de altura e fica ótima com plantio em vasos. Como gosta de umidade, é preciso regar frequentemente, até 4 vezes por semana. Deve ser mantida longe da luz direta do sol. Ambientes à meia-sombra ou sem luz são preferíveis.

Palmeira-leque
Com um tronco único, o destaque da palmeira-leque é sua folhagem, bastante chamativa. O ambiente escolhido para a planta deve receber luz indireta e a umidade da terra deve ser constante, por isso recomenda-se a irrigação três/quatro vezes por semana, além de borrifar água nas folhas.
Pleomele
Com suas folhas de bordas brancas ou verde-limão, a Pleomele é uma planta tropical e vistosa. Aprecia a umidade e deve ser regada regularmente. Ela deve ser mantida em ambientes com pouca luminosidade, mas se a adaptação não acontecer, pode ser o caso de colocá-la em lugares mais claros, mas que não recebem luz direta do sol.
Lírio da paz
As folhas brancas dessa planta não podem receber luz direta do sol ou são queimadas. Dessa forma, ambientes com sombra são seus melhores amigos. O solo deve ficar úmido – média de 3 irrigações semanais. Com o passar do tempo, sua folhagem se esverdeia. Cuidado: essa é uma planta tóxica, então mantenha crianças e animais longe dela.
Palmeira-areca
Para que sua folhagem fique vistosa, elegante e anelada, recomenda-se cultivar a palmeira-areca à meia sombra. De qualquer maneira, ela também cresce muito bem se exposta diretamente ao sol. A irrigação deve ser regular e é bom manter a espécie longe de lugares frios.
Antúrio
Conhecida como um curinga para lugares pouco iluminados, o antúrio é mais usado em vasos. Sua cor destaca o local em que é posto, mas não deve ficar em ambientes escuros ou seu crescimento é prejudicado A irrigação pede muita umidade, então deve ser feita 3 ou 4 vezes por semana.
Jiboia
Com folhas brilhantes e que se alternam com a maturidade da planta, a jiboia precisa de uma irrigação constante e pode ser cultivado com luz direta do sol. A melhor forma de cultivo é deixá-la em meia sombra, para que sua folhagem possa ser vigorosa. Atenção: essa planta é tóxica e deve ser mantida fora do alcance de crianças.
Singônio
Também venenosa, o singônio é uma planta que possui uma folhagem bastante vistosa e decorativa. Se adapta à meia-sombra e exige que seja regada com frequência para que a terra fique úmida e seu crescimento não seja prejudicado.
Pacová
Tipicamente tropical, a babosa-de-pau possui folhas brilhantes e textura que lembra o couro. Deve ser cultivada em solo sempre úmido e em ambiente à meia-sombra. Também conhecida como babosa-de-pau, ela não deve ser confundida com a babosa (Aloe vera), essa planta é diferente e exige outros cuidados.
Filodendro
Sua folha em formato de coração é reconhecida facilmente. O filodendro é uma planta originária do Brasil e deve ser mantida afastada de luz direta do sol, mas em um ambiente claro. Sua irrigação acontece sempre que a terra estiver seca.
Bromélia
A planta traz tons de cores complementares: vermelho que entra em contraste com verde escuro. A luminosidade deve ser indireta, já que a incidência contínua da luz do sol queima a folhagem. Precisa de irrigação frequente, a cada dois dias.
Jade
A semelhança da Jade com uma mini-árvore diverte o ambiente. Com crescimento lento, a planta tem folhas de um tom verde azulado. Faça com que a espécie recebe a luz direta do sol ao menos em algum parte do dia. Sua irrigação não deve deixar o solo úmido e pode acontecer uma vez por semana.
Bambu da sorte
Essa espécie não gosta muito de luz e adora umidade ótima para ser colocada até mesmo em banheiros. Ainda assim, você precisa ter o cuidado de regar constantemente. Segundo a filosofia do Feng-Shui, é uma planta que traz boas energias.
Azaleia
Essa planta exige incidência direta do sol, o que é bom para mantê-la em lugares como varandas. Suas flores podem ter diversas cores, como rosa, vermelho e branco. A irrigação deve ser regular, uma média de dois em dois dias.

Para que a decoração das plantas em seu apartamento fique mais especial, é importante dar um cuidado na maneira como elas estarão dispostas.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.