MAÇÃ DA (MAIS) FOME? Mito ou verdade?


Talvez você já tenha passado por isso: começa uma dieta, cheia de frutas e verduras, mas tem a sensação de que alguma fruta não lhe sacia e ainda lhe causa mais fome que antes. Vamos esclarecer aqui se isso é verdade ou mentira, confira!


MAÇÃ DA (MAIS) FOME: VERDADE OU MENTIRA? 

Verdade. Isso mesmo: maçã causa mais fome. Frutas como a maçã, tem digestão muito fácil e rápida, isso faz com que a sensação de fome venha logo em seguida.  Quando o corpo recebe um alimento, ele libera insulina, auxiliando a entrada de glicose nas células para que estas produzam energia. O problema é que a maçã deixa “sobrar” insulina no sangue. Então, esse excesso vai procurando mais glicose para levar para dentro das células. Dessa forma, irá causar hipoglicemia ao detectar a baixa glicemia o cérebro vai mandar um recado ao corpo sob forma de fome.



Tem solução?

A dica para obter saciedade por mais tempo é consumir a maçã acompanhada de algum alimento fonte de proteína, gordura ou fibra, pois esses nutrientes são digeridos mais lentamente pelo nosso organismo e irão retardar o esvaziamento gástrico dessa refeição. As nutricionistas Fabiane Hertel e Renata Pons indicam as seguintes combinações: maçã com iogurte natural, maçã com oleaginosas e maçã com aveia e granola ou semente de chia. Isso lentifica o processo de digestão.


"A maçã tem excelente valor nutritivo, e seu consumo pode trazer diversos benefícios à saúde. Estudos recentes têm identificado associações entre o consumo frequente de maçã e o risco reduzido do desenvolvimento de doenças, como doença cardiovascular e câncer. A maçã tem excelente valor nutritivo, e seu consumo pode trazer diversos benefícios à saúde. Estudos recentes têm identificado associações entre o consumo frequente de maçã e o risco reduzido do desenvolvimento de doenças, como doença cardiovascular e câncer  Portanto: nada de deixar de comer essa fruta deliciosa, viu? 

Aproveite e compartilhe com seus amigos essa informação! Com certeza isso é uma novidade para muitos de nós. 




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.