Autismo de criança pode estar relacionado à tabagismo de avó.



Um recente estudo realizado pela Universidade de Bristol e publicado pelo Scientific Reports pode jogar nova luz sobre o assunto. Segundo os pesquisadores, bebês podem nascer autistas se avó fumou durante a gravidez. Veja mais.

AUTISMO QUE VEM DE AVÓ

Após a avaliação de 14.500 participantes, o trabalho cientifico descobriu que se a avó materna de uma menina fumou durante a gravidez, ela tem 67% mais chances de exibir traços ligados ao autismo, como a má comunicação social e comportamentos repetitivos. A equipe também observou que se a avó materna fumava, aumentava em 53% o risco de seus netos serem portadores de TEA.

As descobertas sugerem que se uma mulher é exposta à fumaça do cigarro enquanto ainda está no útero, ela pode ter seus óvulos afetados no desenvolvimento, causando mudanças que podem eventualmente afetar o desenvolvimento de seus próprios filhos no futuro.


O autismo não tem cura, mas é possível melhorar o prognóstico do paciente a partir de um tratamento precoce, para que as habilidades sociais e comunicativas progridam.
Portanto, não deixe para procurar um especialista quando for tarde demais. Nos primeiros sinais de autismo, vá atrás de auxílio


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.