Câimbras nunca mais te atormentarão com esta simples dica. Saiba mais...

O pesadelo das cãibras noturnas irá desaparecer, quando você souber esse simples truque.

Trata-se, na verdade, de um sintoma, mais que uma síndrome propriamente dita, os cientistas conseguiram isolar suas causas e advertem que pode se tratar de um mecanismo de aviso de que algo anda errado com nossos níveis de magnésio, ou inclusive que temos uma predisposição para o mal de Parkinson ou para a diabetes.

Cãibras sinalizam desequilíbrio de nutrientes no organismo

Alongar e manter dieta equilibrada ajudam a prevenir o problema

Por que ela aparece mais nos pés, dedos e panturrilha?

Embora possa acontecer em outras partes do corpo, a cãibra atinge mais os dedos e toda a superfície dos pés e panturrilha em função do desgaste maior que estas áreas sofrem. 

Como são regiões em constante movimento, acabam perdendo seus nutrientes com maior rapidez, daí o fato de serem o foco. "Como usamos pernas e pés com frequência, gastamos todo o combustível disponível ali, fazendo o corpo reagir mandando sinais de que é preciso repor os nutrientes", explica o fisiologista.

"Calçados impróprios para caminhar ou praticar exercícios e uma dieta desregulada podem tornar o problema mais frequente".


E quando ela aparece no meio da noite?

Se a cãibra é uma consequência do esforço muscular de determinadas regiões, porque ela aparece quando dormimos, e portanto, num momento de relaxamento? 

Isso acontece porque na hora do sono nosso corpo relaxa e faz um balanço de tudo o que gastou e repôs ao longo do dia e, quando há falta de algum nutriente, ele reage mesmo se estamos dormindo. Outra situação provável durante o sono é o relaxamento brusco do músculo contraído durante todo o dia.

"O corpo está reagindo ao que não apresenta equilíbrio ou sofreu o impacto do relaxamento brusco provocado pelo sono depois de um dia inteiro de contrações", explica.

Pode não acreditar, mas comer uma colher de mostarda pode te ajudar a normalizar o nível de magnésio no seu corpo. No entanto, um remédio muito mais efetivo pode ser alongar suas pernas e massagear suavemente seus músculos. Se isso não for suficiente, alongar os músculos contra uma parede deveria aliviar qualquer dor. Mas ainda se o sintoma continuar é importante que você consulte um médico.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.