5 razões para nunca mais comer ketchup


Geralmente descritos como feitos à base de tomates, condimentos, água e açúcar, a verdade é que esse molho tão especial também traz uma forma de xarope de milho geneticamente modificado, conservantes e doses concentradas de frutose. Este último é considerado um problema porque, em grandes quantidades, pode levar ao acúmulo de gordura no fígado, aumento das triglicérides e diabetes.


5 RAZÕES PARA NUNCA MAIS COMER KETCHUP


1- Xarope de milho de alta frutose
A frutose, quando encontrada nas frutas, é capaz de ser metabolizada pelo organismo. No entanto, este não é o caso para o ketchup, que contém xarope de milho de alta frutose. Embora o ketchup por si só não seja considerado letal, essa forma de xarope de milho pode trazer problemas. Feito à base de milho geneticamente modificado, é comumente associado a doenças do coração, obesidade, câncer, demência, insuficiência hepática, cárie dentária e diabetes.

2- Grandes quantidades de açúcar
O ketchup industrializado tem em média,6 gramas de açúcar para cada 100 gramas do molho. No entanto, de acordo com dados da American Heart Association, a quantidade máxima de açúcar que devemos comer em um único dia é de 37,5 (ou nove colheres de chá) para os homens, e 25 gramas (seis colheres de chá) para as mulheres.

3- Vinagre destilado e impróprio para consumo
Em uma ação movida em 2014 alegou-se que o ketchup, especialmente o da marca Heinz, continha uma forma de vinagre destilado, não natural, feito a partir de milho geneticamente modificado e cultivado por meio de agrotóxicos e produtos químicos.Apenas o termo vinagre destilado já não condiz com a realidade, uma vez que seus semelhantes não são produzidos por destilação, mas sim pela fermentação de álcool destilado

4- Quantidades absurdas de sódio
Alguns especialistas sugerem que o maior problema do ketchup são as quantidades absurdas de sódio. Compreende-se que uma única colher de sopa do molho pode conter até 167 mg de sódio. Agora, considere que nem todas as pessoas se contentam com apenas uma colher e geralmente o produto é consumido como acompanhamento de outros alimentos que também dispõem de grandes quantidades de sódio. Muitos nutricionistas sugerem que a quantidade máxima de ingestão de sódio para um dia deve ser de 2.300 mg, enquanto que a Organização Mundial da Saúde (OMS), afirma que 2.000 mg já é suficiente.

5- Exclusivamente feito de produtos transgênicos
De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), mais de 90% de todo o milho cultivado no país é transgênico. Isto é, os grãos foram modificados em laboratório para que serem tolerantes a certos herbicidas e/ou ações de insetos.  A discussão dos transgênicos já é um debate que dura anos, uma vez que muitos questionam a segurança do método e impactos sobre a saúde humana, implicações éticas, econômicas, sociais e políticas.





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.