Estudo indica: pessoas que corrigem a gramática dos outros são menos sociáveis


Você conhece alguém que fique corrigindo o português das outras pessoas? Ou será que você mesmo não faz isso? Saiba que um estudo recente identificou que pessoas com este costume são menos sociáveis. Estranho? Veja mais!


PESSOAS QUE CORRIGEM A GRAMÁTICA DOS OUTROS SÃO MENOS SOCIÁVEIS

Cientistas da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, descobriram que pessoas que corrigem constantemente os erros gramaticais dos outros possuem “personalidade menos amigável” e menos abertas e mais propensas a julgar você por seus erros.

Um dos objetivos do estudo publicado no PlosOne, justamente, entender melhor nossa comunicação (ou a falta dela) nas redes sociais. Para Julie Boland, pesquisadora líder do estudo, “é a primeira vez que os traços de personalidade de ouvintes e leitores têm efeito na interpretação da linguagem”, contou ela. “Neste experimento, examinamos os julgamentos sociais que leitores fazem sobre os autores“.

Como foi feito o estudo?

Oitenta e três participantes foram convidados a ler emails de pessoas interessadas a se mudar para uma casa. Algumas mensagens não continham erros, enquanto outras foram alteradas para conter pequenos erros de digitação. Os participantes, então, deveriam julgar a pessoa que escreveu o email com base em inteligência, amabilidade, entre e outros atributos. Ao fim da experiência, os cientistas perguntavam se haviam percebido erros gramaticais nos emails e o quanto isso havia incomodado na leitura. Em outra fase da pesquisa, os voluntários responderam a um teste de personalidade, onde deveriam dar notas a si mesmos em diversos aspectos de sua personalidade, como extroversão e introversão, potencial para ser neurótico, autoconsciência e o quanto se sentem confortáveis para criar laços sociais.


Enquanto pessoas extrovertidas se sentiram muito mais propensas a ignorar os erros e seguir adiante, introvertidos tinham mais propensão a encontrar defeitos de personalidade em quem escreveu emails com mais deslizes linguísticos. Em geral, pessoas mais fechadas e menos à vontade socialmente se chatearam mais com os erros

O teste, logicamente, não é uma lei aplicada no dia a dia: afinal, é uma pequena amostra de pessoas e é um dos primeiros estudos relacionados ao comportamento social nas redes sociais e ao julgamento que fazemos quando nos deparamos com erros gramaticais. Portanto, lembre-se sempre que, embora seja um estudo, as pessoas diferem uma das outras e todo mundo comete erros.








7 comentários:

  1. Perfeito, me vi nessa matéria, principalmente quanto à julgar as pessoas pela forma como escrevem. Esta matéria contém erros rsrsrsrsrsrs...

    ResponderExcluir
  2. Não é do meu feitio ficar procurando erros nos textos ou falas. Eles simplesmente aparecem! Não tem como não perceber uma grafia errada. Não direi que é ridículo, de forma alguma. As pessoas tem limitações de todas as formas: seja escrevendo ou falando. No entanto, se algo não vai bem é meu dever orientar sem desmerecer o outro de que aquilo não é o jeito correto de escrever - esperando sempre a oportunidade para dize-lo do erro-; a fala nem tanto, uma vez que interromper o interlocutor no auge do discurso para admoesta-lo não é educado e nos torna pedante. Corrigir, sim; porém, usa-se critérios racionais. Ser ou não um avesso ao social, há controvérsia.

    ResponderExcluir
  3. Apenas para não deixar passar:

    "...quanto a julgar..." (The husband)
    "...As pessoas têm..." (Paulo)

    Há mais a corrigir...

    rsrsrsrsrs

    Abraços aos amigos.

    ResponderExcluir
  4. "A sigla RS quer dizer Rio Grande do Sul. Contudo, alguns insistem em usá-la para dar risadas, como uma abreviação da palavra "risos". Não se engane. O internauta que ri dessa maneira é inseguro e parece não estar muito familiarizado com o mundo virtual, comportamento típico de quem está chegando agora à era digital.23 de dez de 2011."

    Erro 404: A batalha das risadas – kkk, rsrs e haha - TecMundo

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.