Lago bizarro sufoca quase 2.000 pessoas em uma única noite


Localizado em Camarões, na África, o misterioso Lago Nyos é a fonte de uma das lendas mais assustadoras de todas. De acordo com rumores, espíritos malignos saiam regularmente do lago para assustar os habitantes locais. Um dia, em 1986, no entanto, quando cerca de 2.000 pessoas morreram sufocadas por causa do lago, esses rumores se tornaram realidade.

MAIS DE 2 MIL PESSOAS SUFOCADAS NO LADO NYOS


Localizado a noroeste de Camarões, na África, o Lago Nyos, um corpo d’água envolvido em histórias misteriosas. Na verdade, o lago foi até mesmo apelidado como “o lago mau”. Uma lenda que girava em torno do lago dizia que espíritos malignos emergiam e matavam pessoas na área. Quando foram encontradas 2.000 pessoas mortas perto desse lago infame em 1986, as pessoas começaram a reexaminar esses mitos. Ao fazê-lo, deram de cara com uma realidade muito mais assustadora.

Geologicamente, o lago Nyos é uma anomalia. Formado em 1600, o lago africano é realmente um lago vulcânico, conhecido por ter níveis de CO2 extremamente elevados. Normalmente, esse nível de acumulo de gás é liberado para a atmosfera por longos períodos de tempo.



Em vez de o gás ser liberado para a atmosfera, no entanto, o Lago Nyos manteve tudo dentro, criando um enorme recipiente de alta pressão. Ao longo do tempo, a água ficou carregada de gás. Um teste revelou que, por cada galão de água, havia cinco galões de CO2 presentes. Era praticamente uma bomba à espera da explosão.

Eventualmente, em 21 de agosto de 1986, aconteceu. Mesmo que o gatilho inicial não tenha sido identificado, o que ocorreu foi uma catástrofe, para dizer o mínimo. Naquele dia fatídico, o lago realmente “explodiu” (os cientistas chamam isso de erupção limnica). O resultado: um jato de água que alcança mais de 91 metros de altura, além da liberação de todo esse gás mortal…

Durante a erupção limnica de 20 segundos, 1,2 quilômetros cúbicos de CO2 foram liberados no ar, formando uma coberta de gás mortal que cobriu quase que totalmente várias aldeias próximas. Quase ninguém sobreviveu. Na aldeia de Nyos, especificamente, apenas seis dos seus 800 residentes sobreviveram.



A nuvem de gás mortal se espalhou por mais de 24 quilômetros, matando mais de mil pessoas. Somente aqueles que escaparam para um terreno mais alto nas montanhas próximas sobreviveram à catástrofe.

Os resultados foram devastadores: 1.746 civis inocentes das aldeias de Cha, Sebum, Nyos e Kam perderam a vida. Além disso, o desastre tomou a vida de cerca de 3.500 animais de gado. Já o lago mudou a cor do seu azul brilhante para um vermelho turvo.

Após a erupção repentina de gás, que deixou sua marca fatal nas aldeias, as autoridades já tomaram mais precauções para evitar que os eventos trágicos se repetissem. Em um esforço para monitorar o lago, os especialistas instalaram um tubo ao longo do fundo para deixar o gás escapar normalmente. Esta liberação de pressão geralmente faz com que a água caia em uma fonte.

Mesmo assim, os cientistas dizem que essas precauções podem não ser suficientes. Eles afirmam que o próximo desastre pode ser pior do que o de 1986.

Pesquisadores e especialistas continuam fazendo o seu melhor, apesar de enfrentar uma série de questões difíceis… Como eles poderiam prever uma nova erupção limnica antes dela acontecer? E, mais importante, quando será a próxima?






Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.