Pessoas com mais de 40 anos devem trabalhar apenas 3 dias por semana .



Pessoas com mais de 40 anos devem trabalhar apenas 3 dias por semana.


Se você tem mais de 40 anos e começa a pensar que não é plenamente capaz de se concentrar e lembrar de fatos, você poderia apontar seu trabalho como um fator contribuinte.

Um estudo de pesquisa recente conduzido por especialistas no Melbourne Institute produziu conclusões interessantes. Enquanto o trabalho for até 30 horas por semana, será bom para a função cognitiva na quarta década da vida, qualquer carga extra reduz o desempenho.

Na verdade, as pessoas que trabalham 55 horas por semana ou mais têm o maior declínio cognitivo do que aqueles que não tiveram emprego, se aposentaram ou trabalharam em absoluto.

A pesquisa incluiu 3.500 mulheres e 3.000 indivíduos do sexo masculino com 40 anos de idade. Enquanto os sujeitos realizavam testes de função cognitiva, seu desempenho no trabalho estava sendo monitorado.


O teste conhecido como Renda Doméstica e Dinâmica do trabalho mediu o quanto eles eram capazes de ler as palavras em voz alta, combinar letras e números em testes de velocidade e recitar listas de números. O autor deste estudo, o professor Colin McKenzie da Universidade de Melbourne, afirma que tanto "conhecer" como "pensar" são indicadores significativos. Os testes de leitura são o elemento "conhecedor" da capacidade, enquanto o "pensamento" compreende o raciocínio da memória, a execução e a abstração.

Embora se acredite que certo grau de estimulação intelectual beneficia da retenção da função cognitiva em idade avançada, com enigmas cerebrais como palavras cruzadas e sudokus que preservam a capacidade cerebral em pessoas maiores, a estimulação excessiva tem o efeito oposto.

O professor McKenzie disse ao jornal britânico The Times que muitos países procuram elevar a idade da aposentadoria, forçando as pessoas a trabalharem mais tempo porque não poderão reivindicar benefícios até a velhice. Sua opinião é que a quantidade de trabalho pode ter uma importância significativa nisso.


O grau de estimulação intelectual pode depender das horas de trabalho. O trabalho pode ser uma espada de ponta dupla. Por um lado, pode desencadear a atividade do cérebro, mas, ao mesmo tempo, trabalhar muito tempo pode levar à fadiga e ao estresse, potencialmente danificando funções cognitivas.


McKenzie acredita que o trabalho a tempo parcial pode beneficiar na preservação da função cerebral nas idades média e avançada. Então, a questão se coloca, as pessoas que podem paga-lo deveriam reduzir suas horas de trabalho? E que tipo de trabalho representa um fator?


O professor McKenzie analisa: "É muito difícil identificar os efeitos causais do tipo de trabalho nas funções cognitivas. Os indivíduos podem ser selecionados em determinadas ocupações de acordo com suas habilidades cognitivas. "Certamente, profissões que envolvem trabalhar muito tempo sob o estresse, em áreas competitivas e exigentes, geralmente prejudicam a saúde".

Como a maioria de nós somos forçado a continuar trabalhando após os 40 anos, cuidar da saúde, passar férias tranquilas e prolongar o tempo de inatividade torna-se essencial. O professor McKenzie sugere que "trabalhar em tempo integral - mais de 40 horas por semana - é ainda melhor que nenhum trabalho em termos de Ca função cognitiva, porém não maximiza os efeitos potenciais do trabalho".


O equilíbrio é aparentemente necessário, especialmente porque os governos de alguns países pretendem introduzir os requisitos de trabalho a  tempo integral até a idade de 70 anos.


Compartilhe com seus amigos !!





41 comentários:

  1. Pronto... "vão meter o pé na bunda dos véio!!"Os jovens já vêm estragados, emburrecidos, cada ano que passa MAIS E MAIS!! Temos que rever o olhar dessa pesquisa, ver a alimentação, agrotóxicos , produtos químicos na água, nas plantações , na criação de animais causando problemas de saúde sérios!!Ahhhh , Transgênicos, aumento do glúten nos grãos, frutose nas frutas, e etc.. DE PROPÓSITO para ferrar com a gente por causa de interesses econômicos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas os mais velhos têm mais é qiq descansar mesmo e dar oportunidade aos mais jovens.Essa juventude de hoje só quer vida boa,eles q coloquem um serviço no corpo.

      Excluir
    2. Sou um gastão, mas... divirto-me executando meu trabalho, gero empregos, gero riqueza, me sinto útil. O trabalho pode ser uma distração

      Excluir
    3. Essa tem jeito que puxa um fumo...

      Excluir
    4. melhor é trabalhar todos os dias. Os tempos mudaram 40 50 60 não é velhice É DISPOSIÇÃO É VONTADE DE TRABALHAR .

      Excluir
    5. Verdade. Eu tenho 3 faculdades 4 pós, falo duas linguas, experiencia enorme...mas tenho 58 anos. Nao consigo trabalho formal. Nem contratam. Entao voce tem que virar professor, palestrante, consultor, vendedora Hinode...porque voce nao serve.

      Excluir
  2. E estava eu convencido que o povo brasileiro não tinha aderido ao controverso AO90. Puxa vida, trabalhar só 3 dias por semana, quem me dera e não páro todos os dias. Isso é para empregados de escritório ou para aqueles que trabalham a fazer doer?

    ResponderExcluir
  3. eu tenho o privilegio de escolher os dias de trabalho.. e tenho notado que quando não sigo essa prescrição acima.. o rendimento do trabalho cai e acabo enfrentando até alguns problemas de saúde.. então.. acho que isso daí tem fundamento sim... pq no final, o que é importante mesmo?

    ResponderExcluir
  4. Acredito na pesquisa, acho que tudo que vem descambar pro exagero é prejudicial sim.

    ResponderExcluir
  5. E você acha que no Brasil que a gente tem que trabalhar até quase 70 anos essa ideia pega, a tah.

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre trabalhei 25 horas por semana. Nem adianta me oferecer mais do que isso. Estou muito bem, obrigada. Tem coisas que o dinheiro não compensa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e nem compra ter dinheiro e não te saúde não adianta

      Excluir
    2. Onde vc trabalha? (desculpe a curiosidade) Preciso de um emprego assim.

      Excluir
    3. Verdade, a vida passa e dinheiro fica por aí!

      Excluir
  7. Gente.. a pesquisa fala de saúde e produtividade, nao fala de exploração do trabalho. Justamente diz q se o patrão tem CONDIÇÕES de arcar com isso, deveria, pois terá um funcionário mais produtivo. Vamos interpretar certinho a matéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Importarte e sensata observação Srta Elaine.

      Excluir
    2. Isso em países do primeiro mundo onde já exista estabilidade, consciência e onde todos pensam no coletivo. Acredito que existam algumas empresas no Brasil, mas vai depender da qualificação proficional independente da área de trabalho.

      Excluir
  8. Pesquisa sem sentido nenhum. Duvido de todas argumentações. Comprovadamente as pessoas que se aposentam cedo entram numa entropia e envelhecem precocemente, principalmente a mente ao contrário daquelas que tem desafios e isso acaba estimulando a testosterona entre outros hormônios.
    Eu tive de aprender diversas habilidades digitais, até construção de sites depois dos 50 anos. Estou entusiasmado em desobrir capacidades que eu nem desconfiava que tinha. Viemos ao mundo para servir e nos desenvolver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente contigo. Desafios! Não concorrência. Ter o que fazer sempre e ser focado no que se faz são atitudes secularmente conhecidas como saudáveis e aqui vale o conhecimento empírico. Pessoas que utilizam o cérebro intensamente, por exemplo os intelectuais, normalmente vivem muito mais que os saudáveis e efêmeros atletas... A História quantifica abundantemente isso e diante de fatos não há argumentos...

      Excluir
  9. Se gostas do que fazes se isso lhe dá prazer não há limites.

    Essas teorias não são coerentes todos somos diferentes. Ter uma vida balanceada e o segredo.
    Trabalho não é castigo e' honra.

    ResponderExcluir
  10. Tudo tem que ter moderação, a pessoa tem trabalhar pra ter o necessário
    , mais hoje o consumismo é muito, ai a pessoa se mata de trabalhar e depois morre sem aproveitar.

    ResponderExcluir
  11. Os mais velhos são sábios e criativos�� 3 dias por semana é o suficiente para concluir um projeto e ensinar os mais jovens. Precisamos gozar a vida ��

    ResponderExcluir
  12. Concordo plenamente com a pesquisa, sou professora complei 40 anos e mais de 20 anos em sala de aula, com a c.h á cima das 40 horas semanais e só que consegui adquirur foi estresse, ansiedade generalizada, fibromialgia e por ai vai...detalhe isso não é privilégio soó meu não pois tenho varias colegas na mesma situação, vivemos a base de remédio. Muito triste a situação dos professores brasileiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou nessa situação saio de casa as 6:30 hrs e volto às 17:30 hrs,cheia de serviço de projetos a desenvolver,indisciplina de alunos,país que acham q seus filhos não podem receber um não ,cabeça cheia.Tenho insônia,diabetes,hipertensão com 37 anos 15anos de sala de aula me sinto uma idosa.Ser professor nesse país não é fácil.

      Excluir
  13. O trabalho deve ser digno, nos dar honra, melhorar nossas capacidades intelectivas, preencher um tempo que seja ideal , mas individualizado conforme a profissão exercida . O nível gradual de stress ou não , a propriedade de proporcionar uma vida saudável , ou de tornar o trabalho um ring de lutas contra doenças adquiridas.
    O consumismo imposto pela sociedade moderna pode desencadear isso. Os trabalhadores com esse nível de stress e doenças devem repensar suas vidas globalmente.

    ResponderExcluir
  14. No Capitalismo Sacana Selvagem e oportunista 30 anos de idade já é considerado idoso. A mentalidade dos capitalistas, não somente aqui no Brasil mas no mundo deveria assimilar que trabalhador é investimento e não um custo. Investindo em mão de obra e bem estar dos trabalhadores é sinônimo de ganhar no conjunto e ter também para quem vender.

    ResponderExcluir
  15. Eu gostaria de ser milionária pois o problema não é trabalhar no que se gosta e sim ter que trabalhar a vida inteira! 90% dos brasileiros sempre pagaram a conta para que os 10% curtam e se aposentem antes é muito bem! Nesses 10% estão os privilegiados
    políticos, suas famílias,parentes, amigos, amantes etc!Eles usam o dinheiro do povo pra se aposentarem e ainda querem aumentar a idade de aposentadoria para que a morte nos caía antes do descanso!

    ResponderExcluir
  16. Eu tenho como exemplo de trabalho o nosso Deus; Trabalhou 6 dias e descansou no dia sétimo. O que tem muito no Brasil é gente preguiçoso que quer viver nas costas dos outros e inventam estas pesquisas ridículas. Trabalhar eh muito bom, gente!

    ResponderExcluir
  17. trabalho enobrece, mas devemos lembrar que é uma pesquisa que fizerem com as pessoas.

    ResponderExcluir
  18. É preciso repensar o mundo do trabalho. Pesquisas como essa agrega conhecimento e trás a tona a discussão. Creio que é possível sim reduzir a intensidade mesmo que prolongue o tempo de serviço para absorver quem ainda está ativo mesmo com o avançar da idade. Claro que teria que ser em outra ótica, onde o trabalhador esteja em primeiro lugar. Individualizar conforme necessidade da produção e condições do trabalhador.
    Eu penso que a situacao da classe trabalhadora tende a piorar a não ser que decidamos fazer algo por nosso futuro.

    ResponderExcluir
  19. Está na hora dos proctologistas reverem a Lei geral do trabalho!

    ResponderExcluir
  20. As vezes até penso em não trabalhar mais, mas, só de pensar em ficar todos os dias sem fazer nada, ocupar a mente. Affonso já me dá um medo.muita gente para de trabalhar e ficam em depressão...

    ResponderExcluir
  21. Trabalhei 4 anos 60horas semanais, com o tempo fui ficando agitada, acelerada,fui tendo problemas pra dormir pq meu cerebro não parava de pensar,planejar,vivia preocupada com horarios pois tinha dias que trabalhava em 3 lugares diferentes, começei a ter crises de falta de ar,laberintiti,enxaqueca ...resumindo desenvolvi transtorno de ansiedade hoje estou aguentando trabalhar 4 dias por semana mas acho cansativo e estressante o exagero em algum momento será cobrado.

    ResponderExcluir
  22. Mas pra isso acontecer teria que haver uma revolução na humanidade, teríamos que concentrar os esforços no que importa, Como alimentação, saúde, ecologia, ciências e tecnologia. todas as outros setores que nos excede como ramo da beleza e estética teriam que ser desvalorizados, entre outras profissões e cursos de faculdades cairiam. Exemplo em um veiculo, 50 % do custo de produção, tempo, poluição e matéria prima são gastos com a estética do carro. Ou seja o ser humano trabalha muito, mas com o unico objetivo de gerar variedades, atrativos e viabilizar receita.

    Ai que haveria de ter a inversão o foco das pessoas, pois o foco seria ganhar tempo e não dinheiro, economizando esforços pra se ter qualidade somada a vida. Mas nunca esquecendo que trabalho é saúde mental, Nosso cérebro foi feito pra coordenar nosso corpo, quando nosso processamento fica ociosos sem trabalho e atividades físicas o cérebro fica conflitante e inferno com psicoses e depressão.

    OU seja concordo em parte, porque se trabalhar 3 dias pra viver como esta foto ai, em menos de uma década teríamos um quadro similar dos que temos hoje nas faculdades e escolas, pessoas perturbadas dentro das suas próprias cabeças familiarizando com o comportamento dos LGBTP, uma especie de perturbação de roedores ou canina aonde se comportam apenas as necessidades básicas, acham disciplina uma tortura, sobra lipídios no corpo exagerando no comportamento sexual desordenado, gerando um ambiente selvagem doente e auto destrutivo, ou seja regrediríamos 2000 anos. Dai teríamos que ter um 4º dia de atividades físicas,

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.