5 comportamentos de uma pessoa ingrata e como evitá-la.



5 comportamentos de uma pessoa ingrata e como evitá-la.

Como eram pequenos, sempre nos ensinaram a dar graças, a sermos respeitosos com aquelas pessoas que fazem algo por nós. Uma frase que certamente repetiu para você até a sua infância é "não há nada mais feio do que ser uma pessoa ingrata".

Agora, com os anos, percebemos que este é o caso, e lutamos para que nossos filhos sejam pessoas agradecidas. É um conhecimento que é adquirido ao longo dos anos, com as experiências da vida.

Ser uma pessoa ingrata nos transforma em seres desprezíveis que pouco a pouco ficam sem companhia na vida. Porque aprender a dar graças traz consequências positivas para a nossa alma. É um gesto que nos torna seres melhores, o que torna nossos relacionamentos sociais mais fortes e duradouros. Além disso, nos traz estabilidade psicológica.


Está provado através de pesquisa que aqueles que não são gratos são mais propensos à depressão. Eles acham que o que recebem merecem porque são quem são ou que só são apreciados de acordo com o valor do que receberam. Isso está incorreto

Ao longo da sua vida, é provável que você tenha se cruzado com muitas pessoas que têm essa característica. Podemos não ter notado no início, mas depois de um tempo sua característica ingrata saiu e você se machucou ou chateado. É por isso que do Mundo Positivo vamos deixar algumas características ou sinais aos quais devemos estar atentos para detectar essas pessoas.

5 sinais de que você conhece alguém muito ingrato





1- Sempre precisa de algo:

Todo o tempo eles vão precisar de algum tipo de ajuda ou favor, se eles cuidam dos filhos, os alcançam em algum lugar ou cuidam do cão. Eles acham que as coisas que acontecem com eles são mais importantes que as dos outros.

Quando tiverem conseguido o que procuravam, não lhe agradecerão nem terão um bom gesto com quem quer que os tenha tirado de problemas. A única coisa que importa para eles são seus problemas, eles não valorizam o esforço dos outros.

Lembre-se de ser grato, assim você está estabelecendo um precedente para os outros.

2- Eles nunca estão disponíveis para os outros:

Como dissemos antes, esse tipo de gente ingrata acredita que é o centro do universo e que os inconvenientes que o resto tem não valem o mesmo que o deles.

Quando solicitados por um favor, eles nunca estão lá para dar uma mão. Eles sempre encontram uma desculpa para não ajudá-lo, eles vão te dizer que eles têm seu filho doente, que eles têm um problema com sua casa ou que seu carro foi quebrado. Ou também é comum que eles não atendem o telefone.

Eles devem entender que toda pessoa, em algum momento, precisa de uma pequena ajuda do outro. Um dia você por mim e outro eu por você, dessa forma geramos um círculo virtuoso no qual todos saímos favorecidos.





3- Eles esperam ajuda como uma obrigação:

Esse tipo de pessoa acredita que, ao ter um relacionamento com eles, seja amigável ou familiar, eles têm o direito de pedir mil e um favores. Quando eles estão com problemas, eles querem que todos venham em seu socorro.

Isto deve ser assim, mas é claro que a outra parte deve ter um gesto de agradecimento. Um ato de reciprocidade que mantém o relacionamento equilibrado.

É uma sensação muito feia quando você ajuda um ente querido e ele não o valoriza. Não é capaz de oferecer um gesto mínimo para confortar o outro.

4- Fingir ser o centro das atenções!

Eles geralmente são pessoas desorganizadas que não respeitam horários, é por isso que eles sempre precisam de sua ajuda rapidamente para que você possa salvá-los dessa inconveniência.

Mesmo que você tenha parado de fazer suas coisas para ajudá-los e resolver seus problemas, eles nunca lhe agradecerão. Não passa pela sua cabeça que você deixou coisas importantes, porque para elas as coisas mais importantes do mundo.





5- Eles geram muita culpa:

Você tem feito tudo o que pediram, se você fosse para oferecer sua ajuda e seus problemas são resolvidos, mas ocasionalmente você não poderia protegê-los saber que você vai fazer toda a sua vida.

Eles querem gerar um sentimento de culpa que você não é quando você é necessário, e a realidade é que aqueles que não são nunca são eles.

Fazendo um resumo, todas as pessoas devem trabalhar para serem gratas, porque assim conseguiremos que os outros estejam conosco. Se contribuirmos para gerar uma sociedade mais benéfica para todos, teremos uma melhor qualidade de vida e seremos mais felizes.


Compartilhe com seus amigos !!!





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.