Terapeuta afirma que as crianças estão precisando de palmadas: a falta de limites gera delinquentes.



Terapeuta afirma que as crianças estão precisando de palmadas: a falta de limites gera delinquentes.

Quando nos voltamos para nossa infância, é provável que nos lembremos daquelas frases tão típicas de nossas mães: “Você vai ver só quando seu pai chegar”, “espere para chegar em casa e você verá”.

Estas simples frases eram a antessala que muitas vezes levava a uma punição, a mais recorrente, palmada. Agora que nos tornamos pais, é hora de nos perguntarmos: faz bem dar umas palmadinhas nos filhos?

Educação e disciplina não têm nada a ver com a aplicação da violência; De fato, a violência física e doméstica é um ato que repudiamos. Mas uma palmada, pode ser considerada uma atitude violenta de um pai em relação a um filho? Até que ponto isso é bom ou ruim?





Quer saber o que a terapeuta Denise Dias pensa sobre a educação das crianças? É um assunto que tem diferentes pontos de vista. Quando se trata de educar nossos filhos, cada pai tem o poder de fazer do seu jeito.

Esta terapeuta nos diz que as crianças precisam levar palmadas para serem educadas. Preste muita atenção ao que Denise nos diz.

Como explicar a uma criança a maneira correta de agir? A dúvida, comum a muitas mães, divide especialistas.

Mas há um ponto em que todos parecem concordar agora: bater para educar seria pouco eficaz e traumático para a criança. Poucos seguem outra linha de raciocínio.





É o caso da terapeuta infantil Denise Dias, autora do polêmico livro “Palmada na Bunda – Como impor limites e estabelecer um relacionamento saudável com as crianças em tempos politicamente corretos”

Desde 1998, o Conselho da União Européia vem fazendo campanha contra a palmada. No total, 22 países europeus, como a Suécia, a Áustria e a Alemanha, criminalizaram sanções físicas.

Em uma pesquisa realizada com crianças entre três e cinco anos de idade por cientistas da Universidade de Tulane, nos Estados Unidos, verificou-se que os pais que costumavam disciplinar com palmadas tinham 50% mais chance de desenvolver agressividade.

No Brasil, em vigor desde junho de 2014, a Lei da Palmada foi alvo de muitos argumentos positivos e negativos, principalmente dos indivíduos que defendem um modo de “educação tradicional”, alegando que castigos físicos leves ou moderados sempre foram usados como métodos de correção comportamental e nunca provocaram distúrbios nas pessoas.

A Lei da Palmada não proíbe a tradicional “palmadinha” nas crianças desobedientes, mas sim, qualquer outro tipo de castigo que provoque sofrimento físico e lesões na criança.






Denise Dias, Terapeuta.
Com mais de dez anos antedendo crianças e adolescentes, incluindo instituições nos Estados Unidos, Denise, no entanto, não vê problemas na adoção de palmadas educacionais.

“As crianças precisam de algumas palmadas”, diz a terapeuta.

Eu vejo que as palmadas que os pais dão nos filhos, de vez em quando, não têm mal nenhum. “Monstrualizaram” a educação doméstica. Não se pode mais falar em tapa ou castigo. Não se pode mais falar que os pais mandam nos filhos. Virou uma bagunça tão grande que hoje nós temos uma geração de delinquentes adolescentes. Podemos até falar que é uma geração drogada e prostituída também. A quantidade de jovens usuários de drogas só cresce ano após ano, isso não é falta de informação, é falta de limite. O que é, muitas vezes, imposto com um tapa na bunda.

Denise acredita que os pais têm autoridade indiscutível sobre seus filhos e isso é uma questão de hierarquia.





Ela também critica os pais que montam um jogo de palavras a fim de educar a criança, mas esse método, segundo ela, é totalmente ineficiente, já que a criança não recebe a mensagem como deveria e, com isso, os pais acabam “criando monstros”.

O livro escrito por Denise causou polêmica e algumas pessoas, defensoras da “lei da palmada”, estão fazendo campanha contra o livro, acreditando que ele defende a agressão contra as crianças.

Para Denise Dias, autora do livro em favor da adoção de formas físicas de punição, diz que a falta de limites cria “geração de criminosos”


Traduzido e adaptado do site pakesepas

Esta matéria foi escrita para que todos reflitamos e não para trazer contendas. Educar filho não vem com receita de bolo pronta. Cada um educa a sua maneira. 

Compartilhe com seus amigos !!!








66 comentários:

  1. Respostas
    1. Falta a espada de São Jorge ou Mangueira das boas!!

      Excluir
    2. Infelizmente, tenho que concordar com vc..rsrs

      Excluir
  2. Eu concordo, pois damos palmadas com amor, na rua São porradas com violência...
    Tenho 2 filhos e as regras sao claras, eu sou a mãe e eles os filhos... Eu mando e eles obedecem... Eu converso, oriento e doi amor, carinho, disciplina e palmadas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente pois uma palmadinha não machuca e sim educa agradeço aos meus pais pelas palmadas recebidas e hoje sou uma pessoa de bem e educo meus filhos da mesma forma .

      Excluir
    2. Eu também. Concordo plenamente!

      Excluir
    3. Concordo com você Cassia Terra,tenho duas filhas também uma de 2 aninhos e a outra de 22 anos e na minha casa as as regras também são bem claras, eu sou a mãe e elas as filhas.Eu mando e elas obedecem.
      Eu também converso muito, oriento e dou amor, carinho, disciplina e quando preciso palmadas também,inclusive na de 22 anos.

      Excluir
  3. Concordo plenamente e sou a favor de uma boa palmada na hora certa não faz mal nenhum só ajuda.

    ResponderExcluir
  4. Eu já não concordo levei tanta palmada e quem realmente me ensinou foi a vida. Hoje crio meu filho com apego e graças a Deus ele é um menino maravilhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso cria seu filho bem,as palmadas ajudaram a ser uma pessoa de bem

      Excluir
  5. Concordo plenamente. Sou a favor da correção com palmadas sim, pois, tem casos que a criança precisa entender quem manda e que pai e mãe não são "amiguinhos" e sim alguem que exerce sobre eles uma responsabilidade e precisam educa-los. Desobediência gera palmada sim.

    ResponderExcluir
  6. Super apoio e concordo.
    Quem educa que sabe ate onde devemos ir e Palmadinhas NAO mata e sim EDUCA.

    ResponderExcluir
  7. Sou a favor da palmada como último recurso na educação de um filho, digo, por experiência , apanhei muito quando era criança, sem motivos nenhum, pois tinha uma vizinha que não gostava de mim, por eu não brincar com a filha dela, ela ia até o portão inventar fofocas a meu respeito, e quando eu chegava em casa minha nem perguntava nada, já vinha me arrebentando da pancada. Isso gerou um ódio dentro de mim da minha mae, que não sinto carinho nem amor por ela, só pena, pois hoje ela colhe toda a negligência dela que ela teve para com os filhos. Eu édico meu filho completamente diferente da forma que eu criada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu compreendo o seu ponto de vista, também acho que algumas vezes a minha mãe exagerou, mas ela educou-me da maneira que sabia e tanto eu como meu irmão não ficamos traumatizados aprendemos os limites e o respeito pelo o outro e em casa sabíamos quem mandava. Com meus filhos tive uma educação mais branda, uma palmadinha de vez em quando, mas acho que as regras e limites são muito importantes, há áreas como o respeito pelo outro que são primordiais e não há negociação, quando é "Não" é não mesmo, explica-se se não quiser entender temos pena, mas as regras são estas têm de ser cumpridas,é necessário elogiar e se alegrar com eles nas suas conquistas e quando têm boas ações para que eles saibam que nos fazem felizes com as suas boas atitudes...Tenho 4 filhos adultos não são perfeitos porque são humanos, mas nunca tive reclamações deles acerca de falta de respeito ou de civismo são cidadãos normais educados sem problemas sociais.

      Excluir
  8. Você apanhou sem motivos...isso é ruim.. inaceitável. PoreP o que foi dito sobre uma palmada na hora certa nantem nada a ver com isso.
    É uma palmada no bumbum qdo a criança está dando um piti,sendo pirracenta ou desobediente ,desreispeitando pais e outras pessoas!

    ResponderExcluir
  9. Discordo totalmente...as palmadas muitas vezes refletem a falta de preparo e bom senso dos pais que não compreendem os filhos e em grande maioria são consequência das frustrações e raiva dos pais e não tem relação com comportamento dos filhos...o bom exemplo é suficiente pois agrega, edifica e constroe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na teoria é ótima! Até faz rima! Porém na prática, ah porem!!!!

      Excluir
    2. Depois n não sabem porque está n asilo

      Excluir
    3. Se ate deus dis para diciplinarmos os filhos e ele mesmo fala pra termos medo dele da ira dele pk ele nos castigará. E pk ele sabe doque o ser humano que cresce sem medo de nada e capaz.e pra pessoa que falo que apanho e n adianto foi vc que n soube ver e como falo apanho novamente da vida ai aprendeu mais cego e aquele que n quer ver.pk quem fala que apanhou da vida esta falando que aprendeu apanhado so n percebeu antes

      Excluir
  10. Meu pai e minha mãe, pessoas de pouco estudo, que cresceram numa era em que a informação era escassa, conseguiram a base de algumas palmadinhas, fazer de mim um homem integro, trabalhador e acima de tudo conseguiram a base de algumas palmadinhas incutir em mim principios que me conduzem ate hoje. Infelizmente, nos esquecemos que parte de nós é resultado de uma educação tradicional, e tendemos a dar uma educação experimental aos nossos filhos, uma educação com base em estudos feitos e divulgados na internet, e como resultado, abdicamos da educação que tivemos e que deu certo em nós para dar uma educação com base em estudos! O resultado que se vê hoje é esse, crianças agressivas, crianças sem noção de limite, crianças que crescem com problemas de depressão, etc. Se a educação dos meus pais deu certo em mim, porque não dar a mesma aos meus filhos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certíssimo!!! Não se pode maltratar, mas algumas palmadas somente ajudará

      Excluir
    2. Eu levei muitas surras com varinha de plantas e não tenho nenhum problema psicológico e tenho amor e respeito pela minha mãe e agradeço a ela pôr ter me corrigido. Hoje vejo uma geração que nao tem respeito pôr ninguém sem limites muitos delinquentes, drogados e muitos jovens suicidando porque não aprenderam a enfrentar situações adversas porque os pais super protegem os filhos.

      Excluir
    3. Concordo plenamente Marcos Junior.

      Excluir
  11. Uma palmada na hora certa nunca fez mal a ninguém...........

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato! Devemos discutir de palmadas na hora certo!!! Isso é quase unânime!
      Por outro lado, aqueles que criminalizam a palmada, geralmente são extremistas, pegam os piores exemplos e tentam incutir na proporção de quem busca educar!
      Enfim, educar é uma arte e a palmada faz parte!

      Rsrsrs

      Excluir
  12. Concordo plenamente. Esta se construíndo uma geração de delinquentes sem limites, drogados e mal educados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, nunca vi uma geração tão problemática como está. Falta de peia 😂😂

      Excluir
  13. Concordo totalmente, apanhei várias vezes com vara e não me tornei nenhum bandido e nem violento respeitava a minha saudosa mãe e até hoje dou bênção aos meus tios.
    Isso é papo de pessoas que querem ter o domínio de nossas casas e dizer que temos que fazermos.
    Na Minha casa manda eu é não os meus filhos.
    A própria palavra de Deus nos diz que não devemos tirar a vara dos nossos filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em partes , mais o peor que as vezes come am com umapalmadinha e vai evoluindchannel's chinnelos e etc , a verdade ė que.existed pessoas que se descontrola e acaba espancando seus filho , por isso nao bait na minha filha e ela graças a Deus nunca me desrespeirou

      Excluir
    2. Com vara acho demais se fosse de chinelo era melhor, vara acho um bocado violento

      Excluir
  14. . “Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno” (Provérbios 23:13,14; ver também 13:24; 22:15; 20:30). Há também outros versículos que apoiam a correção física (Provérbios 13:24, 22:15, 20:30). A Bíblia fortemente enfatiza a importância da disciplina; é algo de que todos precisamos para que sejamos pessoas produtivas, e é muito mais fácil se aprendido quando somos mais jovens. Crianças que não recebem disciplina muitas vezes crescem rebeldes, não têm respeito à autoridade e como resultado não estão dispostas a prontamente obedecer e seguir a Deus. O próprio Deus usa a disciplina para nos corrigir e conduzir ao caminho certo e para encorajar o arrependimento por nossos atos errados (Salmos 94:12; Provérbios 1:7, 6:23, 12:1, 13:1, 15:5; Isaías 38:16; Hebreus 12:9).

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. 11 DE JANEIRO DE 2019 03:36
    Palmada não faz mal a ninguem, temos que ter um limite para dar palmada nas crianças... há pais que abusam das palmadas, elas devem ser dadas na altura certa e com razão para tal, Dar palmadas sem razão aparente cria ódio nas crianças.
    Eu levei demasiada "pancada" em pequeno, e batia-me com cinto, chinelo vara etc. Para dar corretivo no filho é palmada no rabo, usando a mão e não qualquer outro objeto, assim sentimos o limite também. é a minha opinião, respeito a dos outros.

    ResponderExcluir
  17. Eu concordo nas palmadas diciplinares e castigos pra impor limites sim.Hoje em dia tem muita crinça mal criada se brincar bate ate nos pais.Eu apanhei muito quando criança por que fazia o que nao devia hj eu agradeço minha mae por ter me corrigido quando criança.se nao nem sei o q eu seria.

    ResponderExcluir
  18. EU CONCORDO, MINHA MÃE CRIOU DEZ FILHOS, CINCO HOMENS E CINCO MULHERES, A VARA DE PLÁTANO PEGAVA DIRETO, ELA JAMAIS ESTEVE EM FILA DE PRESÍDIO PRA VISITAR FILHO, A MAIORIA TRABALHA NO SETOR DE SEGURANÇA PÚBLICA, NÃO DEU Á LUZ PARA PERTURBAÇÃO, MAS PARA O BEM DA SOCIEDADE, PORQUE SABIA EDUCAR OS FILHOS SEM A INTERFERÊNCIA IDEOLÓGICA DO ESTADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns para su mãezinha. Primeiro por ter 10 filhos e educar perfeitamente 👏🏻👏🏻👏🏻

      Excluir
  19. Concordo também, com a Dra., vamos banir do da nossa nação essa ideologia comunista que tem destruido as nossas crianças.
    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
  20. Sou psicóloga há mais de 20 anos e tenho 2 filhas que estão sendo educadas SEM palmadas. Utilizo a velha e boa comunicação, dou o exemplo à elas, se algo não sai como o combinado, deixo de castigo ( tiro algo que queriam fazer ou gostam muito). Depois conversamos a respeito.
    No início meu marido questionava se o método seria eficaz, hoje assim como eu, ele não vê a necessidade de fazer uso de palmadas ou outro tipo de violência física. E como profissional e ser humano abomino qquer tipo de violência...
    Pela minha experiência profissional, crianças educadas c palmadas tem grandes chances de nao desenvolverem adequadamente a criatividade, iniciativa e a espontaneidade, e podem carregar estas dificuldades p a vida adulta tbem.
    Que cada pai e mãe tenha muita paciência, jogo de cintura e amorosidade p educar seus filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Palmadas sim!!!
      Agressão física outra coisa!!! Agressão física que eles vão sofrer na rua esses jovens criados sem limites!!
      Com este novo tipo de criação cheio de mimimi.

      Excluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. É melhor tomar duas palmadas enquanto criança do que 2 tiros na juventude.

    ResponderExcluir
  23. Concordo c ela ta ai nosso pais que os pais n pode bater nos filhos mas os filhos pode bater nos pais matar expulsar os pais de casa e milhares de atrocidades o governo ta criando uma geração de marginal simmm e os pais é obrigado a ficar calado em um pais que nem lei que preste tem se não os primeiros a ser punidos seriam o próprio governo de ladrões gente inescrupulosos e quem criou essa lei ridícula c certeza nunca precisou cuidar do filho de verdade pq se n n aprovaria uma lei absurda dessa gente desocupada c tanta tragédia no mundo estão preocupados c por menores!!!!

    ResponderExcluir
  24. A leitura do artigo mostra que a maioria dos psicólogos e psicólogas é contra a palmada, e que há pesquisas apontando que a educação com violência física (palmadas inclusas) gera pessoas mais violentas. O artigo mostra também que há profissionais que discordam disso (não é unanimidade) e afirma que palmada é muito diferente de espancamento. Quem lê só a chamada do artigo (título) fica com uma impressão equivocada sobre o que realmente está escrito...

    ResponderExcluir
  25. A palmada na criança tem que ser o último recurso. Porque é tudo muito lindo não bater e tal mas na prática dependendo do temperamento da personalidade da criança ela se faz necessária.

    ResponderExcluir
  26. Acho um absurdo.
    Primeiro, por princípios. se queremos viver em um mundo baseado no respeito no respeitoa valores como a liberdade e a igualdade entre seres humanos, precisamos parar e pensar como nossa posição de autoridade e poder como pais também é uma relação de responsabilidade. Como a gente pode interagir com pessoas com menos autoridade, menos poder, sob nossa responsabilidade, respeiitando a liberdade e a igualdade delas? Batendo? Não deveria importar se essas pessoas são negras ou brancas; homens ou mulheres; crianças, adultos ou idosos. Nós não queremos que quando nossos filhos recorram a palmadas para resolver conflitos quando eles estejam na posição de autoridade, poder e responsabilidade sobre nós (quando a gente for velho). Então que modelo de compartamento estamos dando para eles? E claro que não é sobre deixar tudo. É sobre como estabelecer limites, como resolver conflitos sem violência.
    Segundo, baseada na minha própria experiência como mãe. Todas as crianças-problemas com quem convivemos tinham uma história de palmadas como disciplina em casa. Essas crianças não sabiam respeitar as regras do judo (sempre acabavam machucando as outras), sempre recorriam à porrada em desacordos na escola. E olhe que meu filho é pequeno. Quero ver quando crescerem...
    Terceiro, por experiência pessoal. Meus pais repetiram padrões socias, o que me me gerou muitos problemas. Problemas esses que só foram resolvidos com ajuda de técnicas de resolução não violenta de conflitos, de mediação, de conciliação.
    Recomendo muito ler sobre Comunicação Não Violenta e Disciplina Positiva, sempre tendo em mente que falta de limites é sim um problema enorme. Assim como recorrer à violência, principalmente em relações pessoais próximas, para impor esses limites também é um grande problema. Para crianças pequenas, limites consistentes (sempre a mesma regra), poucas palavras (não, é perigoso; não, pode quebrar), afastar fisicamente (segure a mão com firmeza, retire a criança do local) geralmente são suficientes. Assim como não precisar implementar os limites com tanta frequencia - a criança tem um lugar pra brincar livremente na casa? Tem brincado na natureza? Tem sido permitido explorar - subir numa árvore, correr até cansar, se sujar? Ah, o bom e velho "vá lá pra fora, menino! Dentro de casa não dá!"

    ResponderExcluir
  27. Acho uma covardia bater em uma criança

    ResponderExcluir
  28. Eu sou completamente a favor uma palmada não faz mal a ninguém levei muitas quando era pequeno
    Hoje eu olho para trás e só vejo que me fez foi bem Se calhar não era a pessoa que sou hoje,ha pessoas que dizem que é covardia bater em crianças não estamos a falar em espancamento estamos a falar em dar uma palmada ou duas no rabo que significa educação,se olharmos para trás Vejam Quantos filhos maltratam os pais,hoje os filhos batem nos pais maltratam matam os pais por causa de heranças e etc antigamente via-se isso não.

    ResponderExcluir
  29. Eu converso, explico, mas quando ultrapassa os limites, uma palmada bem aplicada põe nos eixos. Tenho dois adolescentes que graças a Deus nunca me deram problemas, e agora tenho uma pequena com a qual raramente preciso dar umas palmadas, mas se for necessário também levará sim. A palmada de hoje, dada na hora certa, pelo motivo certo, é o filho que vc não visita na cadeia amanhã. Os pais tem que entender que precisam se impor. As crianças de hoje em dia acham que se mandam, não aprendem palavras simples como com licença, desculpe, obrigada e por favor. São mimadas, birrentas e mal criadas. O que o futuro reserva pra essa geração?!

    ResponderExcluir
  30. AFFF... Esse terapeuta é um louco. Esse e daquele tipo que gera aqueles delinquentes que batem nos filhos dos outros, que nan param, não tem limites, a menos que ele encontre alguém que de uma porrada nele, aqueles que brigam em trânsito, estádio,com vizinhos,esposas... Crianças que são punidas com violência mentem, imitem acontecimentos por medo. Vc não conquista respeito e sim o medo. Nem todos nasceram pra ser país, e pelo visto terapeuta tbm não. Se vc não tem competência de educar outro ser humano, pra que saiba ao menos dialogar, não tenha filhos.

    ResponderExcluir
  31. Os pais que não concordam com o doutor simplesmente é porque sabe que está criando monstros dentro de casa para ataca Los mais tarde.
    Na minha casa sempre teve e tem regras,tenho uma filha de 18 e a educação que dei a ela sempre deixaram as pessoas de queixo caído,ela levou palmadas apenas duas vezes,mas os insinametodos sempre foram diários,se seu filho não tem limites não culpe a sociedade, culpe vc mesmo pela falta de competência de não saber educar seu gifil (a)

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  33. Só pode estar querendo aparecer...
    Preguiça de ensinar direito!
    Bater só resolve seu problema e não o da criança, e se vc bate em um ser indefeso seu problema é mental mesmo. Ou só usa a internet para ficar no face e não estuda nada sobre educação! Analfabeta

    ResponderExcluir
  34. Deu tão certo ser educado com "palmadas" que hj vc bate em um ser indefeso pq não tem capacidade de se resolver em uma discussão com uma criança e sai batendo...imbecil

    ResponderExcluir
  35. Concordo plenamente com a palmadinha para impor limites aos filhos. Moro a 12 anos em Barcelona. Aqui não vejo o conceito de família, aqui nunca vi um adolescente chamando uma pessoa maior de idade de Sr. ou Sra. Os filhos mandam os pais calarem a boca. Uma tremenda falta de educação. Moro ao lado de uma escola particular, uma das mais caras da cidade e no Recreio os adolescente de mais ou menos 11 ou 12 anos saem para fumar maconha ou estarem se esfregando como adultos na rua com gestos obscenos. Uma verdadeira vergonha. Sabem porque tudo isso? Aqui é um crime dar uma palmadonha nas crianças. Tenho uma filha de 2 anos e sou pedagoga e defendo a palmadinha, e dou palmadinhas quando faz algo errado e vejo que vai entendendo. Fui criada com palmadinhas, beliscões e chinelas voadoras e nem por isso sou louca. Aqui os adolescentes dizem na cara dos pais que se ATREVEM da uma palmada: Vou te denunciar na polícia. Acham que isso é normal? O mundo ao contrário.

    ResponderExcluir
  36. Eu concordo a escritora.levei muitas palmadas dos meus pais e nunca me fez mal, pelo contrário se hoje sou uma pessoa de bem e que sabe diferenciar o que é certo ou errado devo a eles.e olha que meus pais são pessoas simples e quase sem estudos.cursou só o primário..

    ResponderExcluir
  37. BOA NOITE, criei meus filhos com a educação a moda antiga, palmadas e varadas quando fosse preciso, correção na hora certa, colocar de castigo e se os dois brigassem ficavam de joelhos no banheiro um olhando para o rosto do outro até se arrependerem do que fizeram errado, e hoje colho o fruto, são pessoas de bem, respeitadoras, sabem seu lugar estudam , fazem faculdade e trabalham. Não se formaram delinquentes para perturbarem as pessoas da sociedade. Muito pelo contrário do que se diz, os pais são autoridades na terra para darem o norte para os filhos que o Senhor nos confiou. Portanto como diz provérbios 22, 6. Ensina a criança no Caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele. Portanto educação vem do berço, na escola aprende portugues, matemática, química ,biologia, física. Matérias que são importantes para se formar um bom profissional. Uma boa pessoa se forma em casa.VAI SER DE ACORDO COM SEU EXEMPLO E O QUE PASSOU PARA ELE.

    ResponderExcluir
  38. Ideologia comunista? Vocè deve ter comido muito cocô quando criança. Que absurdo.



    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.